28 abril 2015

Construção Civil anuncia paralisação de obras do Minha Casa Minha Vida

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do RN (Sinduscon) anunciou hoje (28) que as construturas vão paralisar as obras do programa federal Minha Casa Minha Vida, que oferece condições atrativas para o financiamento de moradias nas áreas urbanas para famílias de baixa renda.  De acordo com o sindicato, o motivo são os atrasos nos pagamentos desde o mês de novembro de 2014 e também a "ausência de garantias para os pagamentos futuros", o que está criando sérias dificuldades de caixa para as empresas construtoras. A estagnação das obras levará a paralisação de quatro mil unidades habitacionais em construção no Estado, com a demissão de 4.500 trabalhadores diretos e outros dois mil indiretos. O Sinduscon encaminhou ontem (27) ao Superintendente Regional da Caixa Econômica Federal em Exercício, Carlos Antônio de Araújo, e ao Governador Robinson Faria, ofícios informando sobre a interrupção e sugerindo soluções. 

Assembleia se instala em Angicos na próxima quarta-feira

angicos
A Assembleia Itinerante e Cidadã se instalam nas próximas quarta-feira (29) e quinta-feira (30) na cidade de Angicos, região Central do Rio Grande do Norte. Durante dois dias, Angicos vai se tornar sede do Poder Legislativo do Rio Grande do Norte. Os deputados estaduais vão discutir assuntos de interesse do município e da região, como questões relacionadas à estiagem. A Assembleia Cidadã vai oferecer ainda a prestação de serviços, como a retirada de documentos (carteira de identidade, carteira de trabalho e CPF), oficinas de capacitação profissional, artesanato, educação e corte de cabelo, além de orientação ao consumidor, atendimento médico, orientação em saúde bucal, recreação infantil, lazer para a comunidade e apresentações culturais. O projeto facilita o acesso à informação e à assistência, para dessa forma, contribuir com a formação de cidadãos cada vez mais conscientes de seus direitos e deveres.
Robson Pires

Morre, aos 82 anos, o ator e diretor de teatro Antônio Abujamra

Morreu nesta terça-feira (28) o ator, diretor e apresentador Antonio Abujamra, aos 82 anos, em São Paulo. A informação foi confirmada pela TV Cultura, onde ele apresentava o programa "Provocações", na TV Cultura. Um dos principais nomes do teatro brasileiro nos anos 1960 e 1970, Abujamra morreu em sua casa, no bairro de Higienópolis. A causa da morte ainda não foi divulgada. A página oficial do programa "Provocações" no Facebook divulgou nota lamentando a notícia: "É com grande pesar que informamos que hoje, 28/04/2015, o apresentador de Provocações, Antônio Abujamra, faleceu. Agradecemos o carinho e apoio de todos que tem nos acompanhado ao longo desses 14 anos de programa". Abujamra ficou conhecido pela irreverência de suas encenações. Começou no teatro amador em Porto Alegre, na peça "Assim É se lhe Parece" e, ao longo de sua carreira, trabalhou ao lado de grandes nomes do teatro nacional, como Ruth Escobar, Nicette Bruno e Paulo Goulart, além de ter dirigido atores como Antônio Fagundes e Vera Holtz em diversas ocasiões. Abujamra ganhou a simpatia do grande público no anos 1980, ao participar de telenovelas como "Que Rei Sou Eu?" (1989), da Rede Globo, em que interpretou o bruxo Ravengar. Sua última atuação em novelas foi em 2011, em "Corações Feridos", do SBT, e no cinema ocorreu em 2012, em "Brichos 2 - A Floresta é Nossa".
Trajetória
Um dos principais nomes a inovar a cena teatral brasileira nas décadas de 1960 e 1970, Antônio Abujamra nasceu em 13 de setembro de 1932, em Ourinhos (SP). Formado em filosofia e jornalismo pela PUC do Rio Grande do Sul em 1957, envolve-se com o teatro se inicialmente como crítico, ainda na faculdade, mas logo começa também a participar de montagens como diretor e ator. Depois de estudar na Europa, ele retorna ao Brasil em 1961, onde estreia profissionalmente dirigindo "Raízes", de Arnold Wesker, no Teatro Cacilda Becker, e "José, do Parto à Sepultura", de Augusto Boal, no Teatro Oficina. Na sequência, dirige uma série de espetáculos para a produtora Ruth Escobar, começando por "Antígone, América", de Carlos Henrique Escobar (1962). Em 1963, funda o Grupo Decisão com Antônio Ghigonetto e Emílio Di Biasi, com a intenção de fazer um teatro político, influenciado por Bertold Brecht. O grupo ganha preastígio e, 1965, a montagem de "O Berço do Herói", de Dias Gomes, é interditada pela censura no dia do ensaio geral. Nos anos seguintes, Abujamra trabalha com Nicette Bruno e Paulo Goulart no Teatro Livre. Em 1975, a censura proíbe a estreia de "Abajur Liás", de Plínio Marcos. No mesmo ano, dirige Antônio fagundes no monólogo "Muro de Arrimo", de Carlos Queiroz Telles. No início dos anos 1980, dedica-se a recuperar o Teatro Brasileiro de Comédia, em um movimento que acaba lançando grandes  nomes, como Millôr Fernandes. A partir do final dos anos 1980, atua em novelas que o fazem conhecido do grande público, como "Que Rei Sou Eu?" (1989), da Globo. Seu último trabalho como ator na TV foi "Corações Feridos" (2011), no SBT.Em 1991, funda a companhia Os Fodidos Privilegiados e recebe um Prêmio Molière pela direção de "Um Certo Hamlet", espetáculo de estreia do grupo.
Desde 2000, apresentava o programa de entrevistas "Provocações", na TV Cultura.

Como se prevenir contra o mosquito da chikungunya


Tradicional Forrozão das Mães e Aniversário de Zé Gabeira


Decisão da Justiça pode ter reflexos no mercado das emissoras de rádio de Natal

Segundo o Portal da Imprensa, a Justiça Federal determinou a interrupção das atividades da Rádio Vida por alugar sua programação para uma igreja evangélica. A juíza Flávia Serizawa e Silva também exigiu o bloqueio dos bens do ex-deputado Carlos Apolinário, dono da emissora, e do pastor Juanribe Pagliarin, líder da Comunidade Cristã Paz e Vida, que arrendava a rádio. Ainda cabe recurso.
Pois bem, como se sabe, essa prática é comum no interior do Rio Grande do Norte, com casos também na capital dos magos-ouvintes, com rádios alugadas a políticos e também à igrejas evangélicas.
Via Eliana de Lima

Ronailsa Soares a Aniversariante do dia 28 de Abril

Foto: Arquivo Pessoal
Há datas em um ano que não podemos esquecer, hoje é com certeza uma delas, afinal é o seu aniversário. É muito bom fazer parte deste momento em que todas as pessoas que gostam de você comemoram mais um ano da sua existência. Você é uma pessoa muito especial, e se olhar ao seu redor esta todo mundo querendo lhe dar um abraço bem forte e dizer: Feliz Aniversário!!!
São os sinceros votos de felicidades de todos quer fazem a sua família, quer lhe parabeniza neste dia 28 de Abril.


Festa do Trabalhar de Cerro Corá